I don't believe!

Sou complexada. Tipo, meio que louca! Não tenho um relacionamento sério há mais ou menos uns 3 anos e isso me transformou em romântica frustrada! Hahah. Sério, minha amigas até fazem piada com isso, aliás, eu sou meio que uma piada no amor pra elas. Não minto, isso acontece de fato. Uma certa amiga, tipo, que adora fazer piada com o meu sofrimento romântico disse certa vez: "Aléxia, suas histórias de amor são como o titanic, eu sempre tenho esperanças que ele não afunde, mas...". Enfim, e eu tenho que continuar sorrindo depois de uma dessas. A verdade é que eu não sei o que aconteceu, se foi maldição, praga do ex, das amigas, das inimigas, quebrante, macumba. O que sei é que o amor não rola mais pra mim. E não, eu não sou uma dramática! Eu choro lendo qualquer livro que tenha uma cena de amor, uma novela que assim seja, um filme romântica e não romântico, um panfleto que recebo na rua... Sim, panfletos também estão valendo, tipo: " Compre já o melhor presente dos dias do namorado para o seu amor, ele vai adorar, parcelado em 12x no cartão, sem entrada e sem juros! ". Droga, me desculpe a expressão, mas é que eu me estresso com isso. Esse tipo de coisa só era pra ser entregue a alguém que tem namorado, eles deviam para e dizer: " Com licença garotinha que passa tão distraida por mim agora, você tem namorado ou namorada? Não? Então tá bom, eu entrego esse panfleto romântico para aquela garota com os olhos brilhando e cheia de vida que vem vindo logo ali, talvez ela não seja uma solteirona como você!" . M*, me desculpe novamente, mas não tem como não ficar louca de raiva com essas coisas que insistem em acontecer nas nossas vidas. E pra desestressar, pra esquecer esses lances chatos, você liga o rádio a fim de escutar uma boa música e esquecer os problemas e ai você escuta: "You are the only exception, You are the only exception,You are the only exception....", ou mesmo, "Explosão de sentimentos que eu não pude acreditar, AH! Como é bom poder te amar". Gente, alô, tem coisas pior do que essas letras pra quem olha pro lado e vê o porta-retrato em forma de coração e com o nome BOYFRIEND escrito logo embaixo vazio? Tem? Fala sério. Pensando melhor tem sim! É ver todas as suas amigas suspirando de amor e você lá, a amargurada. Haha, eu tenho é que rir disso, parece que quando a gente escreve fica um pouquinho pior do que já é. Não quero que vocês pensem que eu sou uma solteira desesperada, mas é que tem hora que cansa. Nada no amor da certo, nada! E o pior, nem sorte no jogo eu tenho, já apostei em tudo e não ganho nada. ¬¬. Mas vamos lá né? Bola pra frente. Uma hora pelo menos o cavalo branco vai aparecer, mesmo que montado nele esteja um sapo, eu estarei feliz e (misericordialmente) pronta para dar-lhe o beijo que o transformará em um príncipe. Tudo bem? Enquanto isso... " Sou praieiro, sou guerreiro, tô SOLTEIRO, quero mais o que?" Hahah, vamos aproveitar né?
Essa foto, foi há alguns dias atrás, e eu vou deixar que vocês mesmos a interpretem! É né? Um brinde para todas que como eu, esperam (sentadas) a sua chance de ser feliz no amor. VIVA! x3

5 Response to "I don't believe!"

  1. Carlos Says:

    Puxa, esse texto é muito interessante! E a foto mais ainda, o clichê do amor chegar quando você menos esperar é a maior verdade que você pode ter. É só olhar para os lados, para tras, para longe
    Bjos

  2. karla oliveira ;] Says:

    ASHUAHSUAHSAUSHAUSAHSUAHSUAHSAUH ouw minha negrinha, não se preocupe. Seu príncipe me ligou e disse que irá atrasar, seu cavalo acabou de arriar!

  3. Sam ;@ Says:

    AFFFF, COMENTEI NO TEXTO ERRADO, calmai

  4. Sam ;@ Says:

    Passei muito tempo assim, ai me dei conta de que era porque meu coração não tava livre. Resolvi me esforçar e to quase la. Mas se prepara, porque esse lance de relacionamento da um trabalho, hahaha
    aproveita muito essa solteirice guria! :D

  5. Publicidade de Salto Says:

    Oi, Alê
    Ai, eu também sou um pouquinho assim. E suas amigas são muito espirituosas né!?

    "Aléxia, suas histórias de amor são como o titanic, eu sempre tenho esperanças que ele não afunde, mas..."

    Gêsa Cavalcanti, do http://publicidadesaltoalto.blogspot.com/

    Beijos, até mais.