O desejo


Um suspiro. Uma prece. Um pedido. Não tem nada que me deixa mais inquieta do que um desejo. Daqueles em que a gente fecha os olhos e ele está lá; daquele que quando a gente abre os olhos, queremos ver mais que tudo. Daqueles que a gente quer sentir muito mais que nos sonhos e que só depende de nós mesmas para que ele se torne realidade. Um desejo. Na verdade, "O desejo". Pois ele não se mistura, ele não se confundi em meio ao turbilhão de pedidos que já fiz um dia. Ele tem um lugar especial, um lugar só para ele, bem organizado, bem planejado, tudo para que ele não fuja, para que ele continue satisfeito até o fim. Um desejo que contemplo todos os dias, senão, todas as horas, pois quando bate a saudade é nele que eu volto a pensar. Como ele me deixa tão inquieta, como? E é apenas um desejo, acompanhado por uma prece e um suspiro.Mas imagine só quando ele passar de um desejo para a minha realidade. Serei o poço da inquietude. E é com esse pensamento que fecho com um suspiro e mais uma prece.

3 Response to "O desejo"

  1. A!!ªN Says:

    nossa bem profundo, eu me sinto assim também, só não conseguiria descrever, você conseguiu, meus parabéns. adorei

  2. isa_lopes Says:

    É uma sensação inexplicável quando um desejo se torna realidade! Continue desejando e suspirando :)

  3. deboralyvia Says:

    Tá vendo como eu leio sempre?! Você nem me falou do post novo, eu já li... Adorei, rs